Entrada > Notícias > PETRHA in Tudela

PETRHA in Tudela

ESS



PETRHA (Physiotherapy E-Training Rehabilitation) is an European Project that is part of ERASMUS+ Programme for physiotherapy students to improve the clinical reasoning by using a serious game. The game has been developed as a partnership between Politécnico do Porto (Portugal), Universidad Pública de Navarra (Spain) and IRFSS Croix-Rouge Aquitaine (France). The aim is to create an universal language between physiotherapists of the different countries and improve their skills in clinical assessment.

 

During 5 days, teachers and students of these institutions have been in Navarra with the purpose to test the pilot version of this tool. Every day, students played the game and discussed together the possible improvements for the final version that will be presented at European PETRHA Cup in Bordeaux this October. Despite the different cultures, languages and points of view, the group went through those barriers and worked as one. The team shared ideas and knowledge in order to enhance items of the game such as the interface, design, punctuation system, clinical cases and rules.

 

The spirit felt during the game testing was the sparkle that created a great atmosphere in the group. Together they met the Navarra culture by walking through Bardenas Reales desert, visiting Tudela, eating Pintxos and also tasting local cañas and patxaran. The group hopes this spirit to remain as the main flag of the all PETRHA events.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PETRHA em Tudela

 

O PETRHA (Physiotherapy E-Training Rehabilitation) é um projeto Europeu que faz parte do programa ERASMUS+ para estudantes de Fisioterapia com o intuito de melhorar o raciocínio clínico através da utilização de um jogo sério. O jogo foi desenvolvido numa parceria entre o Politécnico do Porto (Portugal), Universidad Pública de Navarra (Espanha) e IRFSS Croix-Rouge Aquitaine (França). O objetivo passa por criar uma linguagem universal entre Fisioterapeutas de diferentes países e melhorar as competências no processo clínico.

 

Durante 5 dias, professores e estudantes destas instituições estiveram em Navarra para testar a versão piloto desta ferramenta. Diariamente, os estudantes jogaram o jogo e discutiram as possíveis melhorias para a versão final que será apresentada em outubro, no European PETRHA Cup que será disputado em Bordéus. Apesar das diferentes culturas, idiomas e pontos de vista, o grupo ultrapassou essas barreiras e trabalharam como um. A equipa partilhou ideias e conhecimento de forma a aperfeiçoar itens do jogo como interface, design, sistema de pontuação, casos clínicos e regras.

 

O espírito sentido durante o teste do jogo foi o motivo que criou o incrível ambiente dentro do grupo. Juntos conheceram a cultura de Navarra, visitaram o deserto das Berdenas Reales, Tudela, comeram Pintxos e também saboream as locais cañas e patxaran. O grupo espera que este espírito permaneça como sendo a maior bandeira em todos os eventos PETRHA.

Autor

cmrm

Partilhar