Entrada > Notícias > Abertura de Pós-Graduação em Monitorização Neurofisiológica Intra-Operatória

Abertura de Pós-Graduação em Monitorização Neurofisiológica Intra-Operatória

Ensino

A ESS | P.PORTO irá acrescentar à sua oferta formativa uma Pós-Graduação em Monitorização Neurofisiológica Intra-Operatória. Coordenado pela Prof. Débora Pinto, este novo ciclo de estudos permitirá oferecer aos profissionais desta área um curso de formação contínua.


A Monitorização Neurofisiológica Intra-Operatória é uma área importante e emergente e cada vez mais um instrumento crucial em várias especialidades - como a Neurocirurgia e Ortopedia. Deste modo, entendeu-se ser apropriada a realização de um curso de formação contínua, no modelo de pós-graduação. Pretende-se conceder aos profissionais de saúde a diferenciação nesta área, com uma formação e treino de excelência fornecidos pela Escola Superior de Saúde do P.PORTO.

A Pós-Graduação em Monitorização Neurofisiológica Intra-Operatória tem como objetivo proporcionar competências teórico-práticas na execução de exames e procedimentos intra-operatórios. Estes abrangem não só as técnicas clássicas da Neurofisiologia, como os Potenciais Evocados, a Electromiografia e a Electroencefalografia, adaptadas à realidade cirúrgica, mas ainda uma série de outras ferramentas exclusivas desta área. O objetivo é procurar o bem-estar e segurança do doente.

A responsável pela coordenação deste projeto é a docente Débora Pinto, especialista reconhecida pelo Conselho Técnico-Científico (CTC). A professora conta com uma vasta experiência profissional, tendo realizado mais de 700 Monitorizações Neurofisiológicas Intra-Operatórias nos blocos de Neurocirurgia, Ortopedia e Otorrinolaringologia. Contamos, também, com a colaboração de médicos neurofisiologistas, neurocirurgiões, anestesistas e cirurgiões ortopédicos.

Prevê-se a abertura desta pós-graduação inovadora ainda durante este ano letivo. Até à data, esta é a única formação pós-graduada nesta área em Portugal, tanto a nível do ensino universitário como politécnico.

Fotografia por National Cancer Institute disponível no Unsplash

Autor

arpl

Partilhar